segunda-feira, 31 de maio de 2010

O difícil retorno

No dia 29, durante quase toda a manhã e quase toda a tarde, este Soprador de Vidro participou, como professor de História do Colégio Estadual Dom Otaviano de Albuquerque (CEDOA), da 1ª Jornada Interdisciplinar INTOLERÂNCIA E HOLOCAUSTO: como estudar e ensinar (veja abaixo a imagem do material de divulgação do evento), realizada pelo Programa de Estudos Judaicos da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), pela Associação Religiosa Israelita Chevra Kadisha e pela Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (Seeduc-RJ), que teve lugar no Clube Israelita Brasileiro (Barata Ribeiro, 489 – Copacabana).
Por isso, publicou as últimas postagens deste veículo na sexta-feira. De volta a Campos dos Goytacazes no final da noite de sábado, passou o dia de ontem se atualizando (ou tentando se atualizar) a respeito da situação política da planície, envolvido com afazeres e compromissos doméstico-familiares e relaxando, é claro.
Não falta assunto sobre o qual escrever. Da noite do dia 28 até hoje, "descobriu-se" que Alexandre Mocaiber também foi tornado inelegível pelo TRE, foi divulgada uma gravação considerada comprometedora para Anthony Garotinho (que já realizou uma pesquisa informal para saber se deve ou não se lançar candidato a governador do Rio de Janeiro), um ato público a favor da prefeita Rosinha Garotinho já foi marcado e desmarcado... Mas muito também já se disse sobre tudo isso. Difícil agora saber como recomeçar. Sobretudo porque não há como deixar de lado as atividades de professor e sindicalista. Hoje, este escriba já cumpriu seu plantão na sede do Sindicato de Profissionais de Educação da Faetec (SindpeFaetec) em Campos e entra daqui a pouco em sala de aula no CEDOA. Amanhã, depois de suas aulas nessa unidade de ensino, acompanhará o IV Fórum de realidades e perspectivas da educação superior (Faetec), divulgado na postagem publicada abaixo desta. Quando possível, pega o bonde andando em qualquer ponto... Mesmo correndo o risco de cair.

IV Fórum de realidades e perspectivas da educação superior (Faetec)

Começa amanhã e termina na quarta-feira o IV Fórum de realidades e perspectivas da educação superior (Faetec), que será realizado em Campos pela primeira vez. Confira abaixo a programação do primeiro dia do evento.

12h – Credenciamento

13h – Abertura
Dr. Luiz Edmundo Horta Barbosa da Costa Leite – Secretário de Estado de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro;
Prof. Celso Pansera – Presidente da FAETEC;
Prof.ª Maria Cristina Lacerda – Vice-Presidente Educacional da FAETEC;
Prof. Élder Lugon – Vice-Presidente Administrativo da FAETEC;
Prof. Fernando Mota – Diretor da DESUP;
Prof. Dr. Almy Junior Cordeiro de Carvalho – Reitor da UENF;
Profª. Maria Amélia L. R. Gomes – Pólo Regional-FAETEC;
Prof. Dr. Cláudio L. Melo de Souza – IST-Campos;
Profª Ângela Maria Sanges de Alvarenga Rosa – ISEPAM.

13h30 – MESA 1
Mediadora: Profª. Drª. Mara de Menezes de Assis Gomes (IST-Campos).

13h40 – 14h – A necessidade de se ampliar a Educação Superior no Estado do Rio de Janeiro, considerando as especificidades das diferentes regiões do Estado: a importância da interiorização dos Institutos Superiores.
Prof. Dr. Almy Junior Cordeiro de Carvalho – Reitor da UENF;

14h – 14h20 – A integração ensino, pesquisa e extensão: conquistas e perspectivas futuras
Prof. Dr. Ronaldo Goldschmidt (IST-Rio/DESUP)

14h20 – 14h40 – Proposta de Ampliação do Ensino Superior Tecnológico para as diferentes regiões do Estado do Rio de Janeiro
Prof. Fernando Mota – Diretor da DESUP

14h40 – 15h10 – Debates

15h10 – 15h30 - Café

15h30 – MESA 2
Mediadora: Profª. Dra. Solange Silva Samarão (IST-Campos).

15h40 – 16h – Vocações econômicas do Estado do Rio de Janeiro e respectivas demandas de formação profissional tecnológica.
Prof. Dr. Nassim Gabriel Mehedff (Superintendente de Projetos Especiais da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Estado do Rio de Janeiro).

16h – 16h20 – As demandas e expectativas da atividade industrial do Rio de Janeiro em relação à Educação Profissional Tecnológica.
Antônio Carlos Anzolin Boechat (Presidente do Conselho Regional do Noroeste Fluminense da FIRJAN).

16h20 – 17h – Debates

17h – 17h30 – MESA 3
Propostas para os Centros de Referência de Formação de Profissionais da Educação no ISERJ e ISEPAM
Mediador: Prof. Fernando da S. Mota;
Profª Sandra Santos – ISERJ e Prof. Ângela Ângela Maria Sanges de Alvarenga Rosa – ISEPAM.

17h30 – 18h – MESA 4
A manutenção do aluno na Escola: estratégias para evitar a evasão.
Mediadora: Profª. Dra. Luciana Aparecida Rodrigues (IST-Campos).
União Estadual dos Estudantes (UEE);
Federação dos Estudantes de Itaperuna e Campos;
representantes dos Diretórios Acadêmicos dos ISTs e ISEs.

18h – Encerramento do dia

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Os resultados da luta do funcionalismo público estadual

Depois da divulgação aqui, anteontem, de um boletim do deputado estadual Comte Bittencourt, destacado como tendo interesse maior para os servidores das universidades do Estado do Rio de Janeiro (confira), foi publicada, ontem, no blog da Associação de Docentes da Universidade Estadual do Norte Fluminense (ADUENF), a matéria "Seplag receberá sindicatos da Uenf e da Uerj".

Quanto à Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), numa reportagem no jornal O Dia, enviada para os diretores do sindicato da categoria pela companheira Fabiana Gomes Salles e pelo companheiro Marcelo Costa (ambos da Coordenação Geral do SindpeFaetec), há informações de que os servidores da Fundação estão entre os que receberão reajuste salarial.

A seguir os comentários dos companheiros sobre o assunto, dedicados especialmente aos que são contrários a paralisações, e o link para a matéria:

"Graças a nossa mobilização estamos dentro do reajuste deste ano" (Fabiana Gomes Salles).

"FOMOS INCLUÍDOS NA LISTA DOS REAJUSTES!
Não foi divulgado quanto, mas será a partir de junho. Ele [Sérgio Cabral] disse que somos uma categoria que também merece atenção especial como os policiais. Espero que não seja mais um daqueles aumentos simbólicos, com fins eleitoreiros, mas se for, se ele quer mesmo surpreender de verdade tem que ser superior aos 44% de seu rival pré-candidato a governador Garotinho que o fez sem royalties depois de protestarmos.
Educação técnica custa caro, em 2002, no último concurso, houve duas vagas para professor da área naval e um inscrito. Pra convencer um bom profissional a largar a sua empresa e vir para sala de aula tem que haver atrativo.
Valeu a pena a pressão sindical" (Marcelo Costa).

Funcionalismo Estadual: Mais carreiras terão aumento

Antes o silêncio?

Com o atraso de quem prefere o silêncio quando sofre várias acusações, o ex-prefeito de Campos dos Goytacazes, deputado federal e candidato ao Executivo municipal derrotado, Arnaldo França Vianna, emitiu também uma nota comentando a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro por torná-lo inelegível.
Ao contrário de Garotinho - que, conforme se sugeriu aqui, quase disse que Arnaldo deveria recolher-se a sua insignificância -, o parlamentar pedetista dedicou poucas linhas para se defender, descartando a possibilidade de ter se beneficiado politicamente durante o processo eleitoral de 2008, porque o prefeito à época, Alexandre Mocaiber, não o apoiou. O resto da nota é dedicado ao grupo do principal adversário de Vianna (Garotinho) e à confiança na Justiça. Coisas de quem se diz objeto de paixão do ex-governador, mas, talvez por masoquismo, publicou uma nota sobre a cassação de Rosinha e repercutiu outra, do TRE, sobre a inelegibilidade do casal Garotinho. Como o criador, do qual mais que criatura é uma caricatura, o médico também omitiu a nota do TRE sobre sua situação, limitando-se a escusas.

é hoje

Às 9 horas:

Mesa redonda no Museu Olavo Cardoso

Às 20 horas:

Espetáculo Baião, no Sesi-Campos

Ferido, mas não por chumbo trocado

Não, a hipótese de acusar Arnaldo Vianna pela decisão de tornar inelegível Anthony Garotinho não chegou a ser aventada pelo ex-governador do Rio de Janeiro.
O deputado federal campista do PDT é até citado pelo candidato do PR ao governo do Rio no texto com a versão de Garotinho sobre o caso em questão, mas num parágrafo em que o marido da prefeita de Campos quase diz que parlamentar deve se recolher a sua insignificância: "Arnaldo Viana, o autor da ação nunca foi candidato de fato, o seu registro de candidatura foi negado em Campos, confirmada a negativa pelo TRE, pelo TSE e até mesmo pelo Supremo Tribunal Federal. Ou seja, a decisão do TRE de hoje é nula, e iremos ingressar junto ao Supremo Tribunal Eleitoral para anular esse julgamento" (Comentário: Por que anular uma decisão que é nula?).
Como, ainda na tarde de ontem, o TRE tornou inelegível também Arnaldo Vianna, se Garotinho o acusasse de perseguição política, tratar-se-ia de um caso de chumbo trocado.
Conforme "previsto" por um dos leitores da matéria publicada sobre o assunto na versão on-line da Folha da Manhã, num comentário mencionado aqui, a responsabilidade pela cassação de Rosinha e pela inelegibilidade dela e de Garotinho, mais uma "covardia" contra este, como afirmou o ex-governador, caiu na conta de Sérgio Cabral Filho: "O julgamento de hoje é mais um capítulo da longa história de perseguições que venho sofrendo ao longo da minha vida política. Nos últimos dias, Cabral recebeu uma pesquisa apontando que a diferença, entre eu e ele [sic] havia sido reduzida para 9 pontos percentuais. Mais do que isso vem fazendo tudo para eu não ser candidato".
Uma leitura de Fernando Leite, um dos mais recentes representantes da blogosfera goitacá, a respeito da suposta compra que Cabral teria feito do horário do programa radiofônico Palavra de Paz de Garotinho ("Os frutos do boato"), parece aplicável também para o que ora se divulga como inelegibilidade do presidente do PR no Estado do Rio: tal situação poderá servir para "cristianizar o candidato ameaçado".

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Enquanto isso

Garotinho ainda não se pronunciou sobre o caso em seu blog. Como já sugeriu um comentarista no site da Folha da Manhã, não se sabe se favorável ao ex-governador ou fazendo apenas uma aposta, o problema deve cair na conta de Sérgio Cabral.
Atualização (23:34): Revisão e correção de texto.

A bomba do dia, quer dizer, do mês. Ou será do ano? Eleitoral, diga-se.

Na edição on-line e em blogs do jornal Folha da Manhã, bem como em veículos da blogosfera goitacá não vinculados a tal grupo de imprensa, foi divulgado que, por abuso de poder econômico, a prefeita Rosinha Garotinho teve seu mandato cassado hoje pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Além disso, o TRE teria tornado a prefeita e o marido dela, Anthony Garotinho, inelegíveis por três anos.
Atualização (23:31): Revisão e correção de texto.

é amanhã

"Mesa redonda no Museu Olavo Cardoso"

Espetáculo "Baião" no SESI-Campos

Leia abaixo o material de divulgação do evento, enviado pelo Luiz Fernando Crespo Rossi:

Espetáculo de circo, que homenageia Gonzagão, abre show de seu neto, Daniel Gonzaga, no dia 28 de Maio, no Teatro SESI – Campos ás 20h


Depois da temporada de sucesso em outubro e novembro do ano passado, jovens artistas da ONG Crescer e Viver voltam ao palco para contar a vida do Rei do Baião, com direção de Ernesto Piccolo “Eu vou mostrar pra vocês/ Como se dança o baião/ E quem quiser aprender/É favor prestar atenção…”
Os 20 anos de morte de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, voltam a ser lembrados em alto estilo pelos jovens artistas da ONG Crescer e Viver, no espetáculo “Baião – a homenagem do circo a Luiz Gonzaga”, mas, desta vez, com um recheio especial: será a abertura do show de seu neto, Daniel Gonzaga. A apresentação ocorrerá no dia 28 de maio, no Teatro SESI de Campos. Em cena, os artistas lançam mão de uma mistura que reúne música, acrobacia, malabares, números aéreos, dramaticidade e, até mesmo o humor dos palhaços, para levar ao público um misto da magia do circo e do baião. “A apresentação não segue uma linha cronológica. O roteiro e os números cênico-circenses retratam os principais elementos iconográficos da vida e obra do Gonzagão, evidenciando fatos que marcaram a sua carreira artística e trajetória pessoal”, conta Ernesto Piccolo, diretor do espetáculo. Segundo ele, estão presentes símbolos como a lua, o Nordeste e o forró, além de elementos como céu, terra, ar e água. Picollo, que é ator e diretor de teatro, cinema e televisão, adorou o convite para comandar o espetáculo, ainda mais, pela possibilidade de trabalhar com o circo, uma linguagem até então nova para ele.
O elenco é formado por 12 jovens, com idade entre 15 e 23 anos, todos eles formados pela escola de circo social do Crescer e Viver. O desafio é grande e enfrentado a cada ensaio, com a superação dos movimentos e o aprimoramento da técnica.
A ficha técnica conta ainda com nomes como Rogério Blat, que assina o roteiro e argumento, e Rui Cortez – ganhador do Prêmio Shell, em 2005, pela direção de arte do espetáculo “A incrível confeitaria do Sr Pellica”. As coreografias acrobáticas contam com a assinatura de dois integrante do Cirque du Soleil: Beto Silva, primeiro artista brasileiro a integrar as produções da companhia circense, e Lurian Duarte, que integra o espetáculo Wintuk.
Além de subir ao palco depois dos jovens artistas, Daniel Gonzaga é responsável pela composição e direção musical da montagem, o que comprova que o talento é genético. A inédita trilha sonora do espetáculo faz uma mistura entre levadas do baião e alguns traços rítmicos do rock. No entanto, a referência que dá margem ao trabalho é o tradicional ritmo nordestino.
“A própria composição Baião é uma aula de música, mostra o som nordestino e faz toda introdução de ritmos. Pensamos em trazer o universo do Gonzagão para o circo, como se fosse uma entrega do baião ao mundo circense. Agora, como imaginar esse universo, e, ao mesmo tempo dar a ele uma identidade sem usar as próprias canções de Gonzagão? Resolvi, então, misturar o universo dele com o do rock’n roll. Meio Led Zeppelin, meio Luiz Gonzaga, meio guitarra, meio zabumba, mas também com elementos de rock, xote e baião. E nada mais pop que Luiz Gonzaga”, diz Daniel.
A influência para que Daniel seguisse no caminho da música, não partiu apenas do avô, ele é filho de Gonzaguinha. No entanto, Daniel afirma que esse contato era tão natural que ele não sentia esse processo acontecendo ao longo dos anos. “Cresci no meio da música, mas apenas hoje vejo que, embora minha família fosse como outra qualquer, tínhamos o contexto musical diferente”, afirma Gonzaga.
O espetáculo conta com o patrocínio da Petrobras, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, e do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), a partir da Lei de Incentivo à Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Ainda sobre a paralisação, a manifestação e a Assembléia de ontem

Boa notícia para os servidores das intituições de ensino estaduais?

Os responsáveis pelo blog Notícias da Aduenf já republicaram no espaço virtual que criaram matérias sobre a luta travada pelos dirigentes do Sindicato de Profissionais de Educação da Faetec (SindpeFaetec) que este Soprador de Vidro deixou passarem (Servidores da Faetec em greve de 24h por salários, "Profissionais da área de educação fazem pressão sobre Cabral"). Não só como retribuição, mas também porque a proposta -se seguida-atenderia a todos os profissionais da educação do Estado e para cumprir o que consta na descrição deste veículo, segue o mais recente Boletim Eletrônico do deputado estadual Comte Bittencourt. Recebido ontem por este blogueiro, o material traz informações sobre uma sugestão do parlamentar para os servidores da área de ensino ("Comissão de Educação vai propor encontro entre representantes das universidades estaduais e presidente da Alerj"). Clique sobre a imagem para ampliá-la.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Resumo da paralisação da rede Faetec em Campos e no Rio de Janeiro

Sem retoques, uma síntese do dia de hoje (ajustes ficam para amanhã):

1- Paralisação em Campos:

Os servidores e alunos da Escola Técnica Estadual João Barcelos Martins (ETEJBM) e do Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM) aderiram em peso à paralisação. Ao ISEPAM só compareceram os alunos que tinham provas marcadas para hoje. Na Escola Técnica Estadual Agrícola Antônio Sarlo (ETEAAS), como há muitos servidores contratados, a adesão à paralisação foi parcial. Como em relação às outras unidades, é a que conta com o menor número de servidores e alunos, pode-se considerar que a paralisação ocorreu em cerca de 80% de toda a rede no município.

2- Manifestação no Rio em frente à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag):

O ato contou com cerca de 400 pessoas, de várias categorias do funcionalismo, reunidas em torno do Movimento Unificado dos Sevidores Públicos Estaduais (MUSPE).
A intenção era que cada servidor, individualmente, protocolasse reivindicações de sua categoria num formulário específico da Seplag. No entanto, não foram protocolados tais requerimentos, pois os funcionários da secretaria não os aceitaram, alegando que isso deveria ser feito nos orgãos nos quais os representantes de categorias estão lotados (exemplo: Secretaria de Educação, Faetec, Secretaria de Saúde).
Essa manobra do governo (ilegal, diga-se de passagem) visou impedir o acúmulo de processos referentes a determinados assuntos que teriam, por força de lei, de ser apreciados e respondidos, por meio de pareceres, no prazo legalmente estipulado (15 dias), entravando outras prioridades do governador - que não são as do funcionalismo público, é claro.

3- Reunião do secretário de Ciência e Tecnologia, Luiz Edmundo, com o secretário de Planejamento e Gestão, Sérgio Ruy:

Previsto para acontecer hoje (porque, segundo informou Luiz Edmundo aos dirigentes do SindpeFaetec, foi agendada com Sérgio Ruy), para que fossem apresentadas soluções para as reivindicações dos servidores da Faetec, o encontro não ocorreu. Isso porque Sérgio Ruy queria uma reunião na qual estivessem presentes todos os representantes da Secretaria de Ciência e Tecnologia (SECT) e o reitor da UERJ não poderia hoje. A possibilidade de que acontecesse na próxima quinta-feira também foi descartada, pois nesse o presidente da Faetec, Celso Pansera, é que não poderia.

4- Assembléia no Sind-Justiça:

Entre as deliberações, ficou decidido que no dia 7/6 haverá meia paralisação por turno (manhã/tarde/noite) nas unidades de ensino da Faetec, para que os dirigentes dos SindpeFaetec possam conversar com os servidores sobre a paralisação de 17/06, seguida de uma Assembléia, no dia 18/6, na Escola Técnica Estadual Ferreira Viana (Rua General Canabarro, 291, Maracanã, Rio de Janeiro).

evento educativo-cultural

O assessor de imprensa da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), Wesley Machado, enviou para este blogueiro um e-mail solicitando a divulgação da notícia abaixo, disponível no site da Prefeitura de Campos dos Goytacazes (campos.rj.gov.br):


"Mesa redonda no Museu Olavo Cardoso

Por Wesley Machado

A Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima realiza nesta sexta-feira (28), às 9h, no auditório do Museu Olavo Cardoso, mesa redonda “Certidão de Nascimento”, que contará com palestras do professor de filosofia e pesquisador, Avelino Ferreira, o doutor em História Contemporânea, Aristides Arthur Soffiati, e o professor, engenheiro e memorialista, Jorge Renato Pereira Pinto. O evento faz parte da programação da Exposição “O Índio e a Arqueologia no Museu” e marcará o aniversário de 333 anos da fundação da Villa de San Salvador dos Campos, que será comemorado no dia 29 de maio de 2010. Os participantes receberão certificados. O Museu Olavo Cardoso fica localizado na Avenida Sete de Setembro, 220, esquina com Rua dos Goitacazes, no Centro de Campos. Outras informações pelo telefone: 2726-3021.

Postado por: Álvaro Sardinha - 25/05/2010 14:01:00"

Divulgação da paralisação da rede Faetec em periódicos de Campos dos Goytacazes (versão on-line)

Folha da Manhã:

Chamada na capa:

"Professores param por 24 horas hoje


Categoria luta por seus direitos trabalhistas, dentre eles a reposição de perdas salarias referentes a 48%, a realização de concursos públicos"

Matéria:

"Professores param por 24 horas hoje


Profissionais da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) de Campos fazem nova paralisação de 24 horas hoje. A categoria continua na luta por seus direitos trabalhistas, dentre eles a reposição de perdas salariais referentes a 48%, a realização de concursos públicos e a concessão de vale-transporte. Também na tentativa de pressionar o governo a adiantar o pagamento do abono Nova Escola, demais professores da rede estadual de Campos fizeram mais um ato em frente à Assembléia Legisla-tiva do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), na manhã de ontem.
Representantes do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe) participaram do ato na Alerj e, ao final do evento, reuniram-se em assembléia para traçar um calendário de mobilização. Eles não descartam a possibilidade de paralisação. A equipe de reportagem tentou contato com a coordenadora regional de Educação, Rosana Juncá, mas sua assessora informou que ela estava viajando e o celular estava fora da área de cobertua.
Segundo o diretor de assuntos financeiros do Sepe, Renato Gonçalves, o abono foi criado no governo Garotinho em reconhecimento ao desempenho dos professores, levando em conta uma avaliação individual das unidades da rede. Ele ainda destacou que o abono dos profissioais é de aproximadamente R$ 300 e que este valor foi dividido por Cabral em 36 parcelas incorporadas no vencimento.
Os profissionais esperam ser recebidos e ouvidos pela Comissão de Educação da Alerj. A decisão por uma nova paralisação ou pela elaboração de um calendário de mobili-zação vai depender da recepti-vidade das autoridades e de sinalizações de entendimentos.


25/05/2010 - 10h46"

O Diário:

Matéria:



"Servidor da Faetec faz paralisação de 24h depois da Uenf

Escolas da rede Faetec na greve de 24 horas voltam a abrir amanhã

Depois de servidores da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) Darcy Ribeiro, hoje é a vez dos funcionários da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) do Estado do Rio de Janeiro realizarem paralisação de 24 horas para participarem de um ato na capital fluminense e reivindicar a recomposição de perdas salariais.
Às 10h será protocolada, na Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag), pelo Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe), a pauta de reivindicações da categoria. Em seguida, às 12, os servidores estarão realizando assembléia no Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sind-Justiça) – ao lado da Seplag, na Travessa do Paço, 23, 13º andar – Centro do Rio.
De acordo com servidores, na rede Faetec há grande carência de profissionais. Desde 2002 não há concurso público para o ensino básico e para o ensino superior. Desde 2001 os servidores concursados para a rede não contam mais com vale-transporte. “O governo deu 12% de reajuste salarial em 2007 e 2008 (4% no primeiro e 8% no segundo desses dois anos), mas nossas perdas são muito maiores que isso. Queremos 48% de reposição de perdas”, informou em nota o sindicato."

Vereadora Odisséia Carvalho convida educadores para sessão da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes

Do blog da vereadora (blogdaodisseia.blogspot.com):

"TERÇA-FEIRA, 25 DE MAIO DE 2010

Educação em Campos: Audiência Pública

Entra em pauta amanhã na sessão da Câmara a minha solicitação de realização de uma Audiência Pública da Comissão de Educação.
Entre as muitas questões que merecem discussão aprofundada estão a prorrogação do Concurso de 2008 e convocação dos aprovados.
Outra questão urgente é a discussão sobre o fechamento de escolas e a demissão de funcionários.
A sessão começa às 9 da manhã.

POSTADO POR ODISSÉIA ÀS 09:34 0 COMENTÁRIOS

MARCADORES: "

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Coincidência?

Ainda quanto às ações do SindpeFaetec, talvez não baste dizer, como no título da postagem publicada abaixo desta (confira), que a luta vem surtindo efeito. Vale ainda aprofundar a leitura da suposta coincidência da marcação da reunião com o secretário de Planejamento e Gestão, Sérgio Ruy, para o mesmo dia da paralisação e da manifestação dos servidores da Faetec, como fez –de forma sucinta, mas certeira– o companheiro Nilton Silva de Jesus, da Secretaria de Imprensa e Divulgação Social do SindpeFaetec, com as palavras a seguir:
"É claro que essa reunião marcada exatamente no dia do nosso ato não é coincidência. Eu acredito que o trabalho realizado por nós nos gabinetes, conversando com alguns parlamentares que tem acesso direto ao governador e até os da base de sustentação do governo, deram uma certa "visibilidade política" para o nosso movimento. Somando a isso a audiência pública mostrou ao governo o quanto estamos mobilizados."
Por uma questão de honestidade intelectual, este Soprador de Vidro resolveu reproduzir o comentário de Nilton, enviado por e-mail para todos os diretores do sindicato. Cabe lembrar, no entanto, que esse tipo de coincidência é bem conhecida pelos dirigentes do SindpeFaetec. Em 2008, por exemplo, o governador Sérgio Cabral Filho resolveu anunciar um reajuste de 8% justamente na véspera de uma manifestação organizada pelo Movimento dos Servidores Públicos Estaduais (MUSPE), quiçá na ilusão de desmobilizar um ato programado com um mês de antecedência. Não deu certo: a caminho do Palácio das Laranjeiras, representantes de várias categorias do funcionalismo público estadual interromperam o trânsito por horas e conseguiram chamar a atenção para suas reivindicações.

Mas a luta vem surtindo efeito

Pois a companheira Maria Patrícia avisou que recebeu um telefonema do secretário de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro, Luíz Edmundo Horta Barbosa Costa Leite, que disse ter conseguido agendar uma reunião para o próximo dia 25, com horário a confirmar, com o responsável pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Sérgio Ruy Barbosa Guerra Martins. Trata-se do homem que tem a chave do cofre do governo Sérgio Cabral Filho. O melhor de tudo é que a reunião com Sérgio Ruy ocorrerá justamente no dia da paralisação e da manifestação do MUSPE em frente à Seplag, já devidamente divulgadas aqui.
Empossado em 05 de abril deste ano, como substituto de Alexandre Cardoso (que se desincompatibilizou do cargo por conta de sua intenção de se reeleger deputado federal), até aqui Luíz Edmundo tem demonstrado mais eficiência e receptividade do que seu antecessor. Espera-se que continue assim. Quanto a Alexandre Cardoso, o que mais querem os servidores concursados da Faetec é que ele seja banido da vida política de uma vez por todas.
Enquanto isso não acontece, resta clamar aos servidores da Faetec e a todos os representados pelo MUSPE que paralisem suas atividades na próxima terça-feira e compareçam à manifestação sindical em frente à Seplag, a partir das 10 horas! À luta, companheiros!!!

A propósito da campanha salarial 2010 da Faetec...

...segue abaixo o recado que a companheira Fabiana Gomes Salles, da Coordenação Geral do SindpeFaetec, mandou hoje para os outros dirigentes da entidade, comentando a matéria do jornal O Dia, que ela anexou ao e-mail. A despeito do problema de saúde que a mantém há uma semana afastada da luta sindical e das salas de aula, ela fez isso bem cedinho (pouco antes das 7 horas), certamente estarrecida com o que leu.
"Pelo jeito mais uma vez ficaremos sem nada. Nós nem somos citados, só falam em Educação. Precisamos correr pra não ficar para trás. Saiu no O Dia de hoje:


20.05.10 às 01h37


Aumento sairá em 1º de junho


PMs, policiais civis e bombeiros do estado terão reajuste de pelo menos 5%, já no contracheque do mês que vem

POR ALESSANDRA HORTO


Rio - Servidores da Segurança Pública do Estado do Rio — Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros — terão pelo menos 5% de reajuste a partir de 1º de junho, com pagamento em julho. O Poder Executivo está fechando os últimos detalhes do projeto que será encaminhado à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), ao mesmo tempo em que acompanha a votação no Senado da proposta que redistribui os royalties do petróleo e que poderá fazer o Rio perder R$ 7,3 bilhões. Para a área da Educação, o governo quer antecipar para junho o pagamento da parcela da gratificação Nova Escola, que seria feito somente em outubro.O vice-governador, Luiz Fernando Pezão, confirmou ontem, no Palácio Laranjeiras, que a Segurança Pública terá reajuste real este ano e que o Poder Executivo trabalha na antecipação da parcela do Nova Escola, conforme a ‘Coluna do Servidor’ noticiou ontem com exclusividade. “O governador (Sérgio Cabral) vem estudando, e a gente tem preocupação, pois essa é uma das semanas decisivas. Se o projeto dos royalties será votado ou não. Se não tivermos a receita das participações governamentais ou se diminuírem, é preocupante. Mas, de qualquer maneira, ele (o governador) quer valorizar principalmente as forças de segurança. As secretarias de Fazenda e de Planejamento estão estudando. O Sérgio Cabral sabia que tinha que fazer um sacrifício com as outras categorias. Mas a área de Segurança é a que ele quer valorizar”, disse Pezão.
Segundo o vice-governador, a Educação também será beneficiada: “Estamos fazendo estudo para ver se antecipamos a Nova Escola. Tudo vai depender das votações”. Pezão também não vê problemas no prazo para aprovação e sanção da proposta. “Dá tempo de conceder aumento. Estamos em maio ainda e esperando para ver como será no Senado”, afirmou.


Gratificação para quem atua em UPAs


Os bombeiros que atuam nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e no Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) deverão ser os servidores contemplados da Saúde estadual com gratificação por atendimento e produtividade. A ideia é valorizar os que trabalham em um dos principais projetos do governo estadual.O governo pretende, com esse tipo de gratificação, equilibrar os bônus já concedidos para as polícias Civil e Militar. Em 2009, o estado enfrentou problemas na etapa de substituição de terceirizados por membros do Corpo de Bombeiros. Muitos alegaram terem sido pegos de surpresa.


Vamos continuar correndo atrás pessoal!!!"

Desabafo

Parece que este Soprador de Vidro escolhe sempre os momentos mais tumultuados para voltar à sua atividade de blogueiro.
Como é ano eleitoral e há um prazo para que o governador Sérgio Cabral Filho conceda reajuste, a labuta no Sindicato de Profissionais de Educação da Faetec (SindpeFaetec) têm sido exaustiva, porque, além de resolver os problemas cotidianos individuais e coletivos dos servidores representados pela entidade, os dirigentes dela estão envolvidos até o pescoço com a campanha salarial de 2010. Para completar, este escriba ainda atua como professor do Colégio Estadual Dom Otaviano de Albuquerque (CEDOA) três vezes por semana. Sem contar os compromissos domésticos, sociais e culturais.
É intenção antiga do autor destas linhas criar um blog dedicado ao SindpeFaetec, para repercutir as notícias referentes à tal entidade e relatar a atuação dela na chamada região Norte-Noroeste Fluminense –algo que vem sendo adiado porque se manutenção deste veículo está difícil, ter dois (e a princípio trabalhando sozinho em ambos) seria impossível. Enquanto isso, o jeito é seguir em frente, sempre com a convicção de que –a despeito da importância de criar um espaço na internet para o sindicato, além do site já existente e entre os OUTROS LINKS deste blog–, o primordial, que é a luta em prol dos servidores da Faetec, vem sendo feito.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Para marcar presença, posição e participar

1ª etapa: 20/5 (Quinta-feira), 18:30, na Câmara de Vereadores de Campos (Av. Alberto Torres, 334, Centro)


Promoção: Movimento Nossa Campos e Observatório de Controle do Setor Público.


Apoio: PROEX/UENF, PROEX/IFF e Câmara de Vereadores.

Coordenação: Hamilton Garcia (LESCE-CCH/UENF)

Abertura:
* Almy Carvalho (Reitor da UENF)
* Cibele Monteiro (Reitora do IFF)
* Nelson Nahim (Presidente da CV de Campos)
* Aurélio Lorenz (Diretor-Geral do OCSP).


Palestrantes:
* Rodrigo Neves (PT/RJ, Comissão de Desenvolvimento Regional da ALERJ)
* Marcelo Freixo (PSol/RJ, Comissão de Direitos Humanos da ALERJ)
* Geraldo Coutinho (Diretor Regional da Firjan)
* Denise Terra (Cepecam da Ucam)
* Eduardo Crespo (Diretor do Fundecam)
* Roberto Moraes (Pró-Reitor de Relações Institucionais do IFF)

Participação especial: Odisséia Carvalho (Vereadora do PT/Campos)

Debatedores:
* Rony Araújo (Executivo da Purac)
* Antônio Rangel (Petroleiro, ex-vereador do PT/Campos)

terça-feira, 18 de maio de 2010

Nova paralisação da rede Faetec

PARALISAÇÃO DE 24 HORAS
25 DE MAIO DE 2010

Com ato na Seplag às 10 HORAS
E Assembléia no Sind-Justiça às 12 HORAS.


Os servidores da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) realizarão uma paralisação de 24 horas no dia 25 DE MAIO e participarão de um ato do Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (MUSPE) na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). Trata-se do Dia dos Protocolos, quando, às 10 horas, protocolaremos nossa pauta de reivindicações. Logo em seguida, às 12 horas, numa ação intersindical, faremos nossa Assembléia no Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sind-Justiça), que fica praticamente ao lado da Seplag, na Travessa do Paço, 23, 13º andar – Centro.
O governo estadual segue com o completo descaso para com os servidores públicos estaduais (todos eles!), que amargam vários anos de perdas salariais e não têm seus direitos respeitados. Na Faetec, a despeito de uma enorme carência de servidores, desde 2002 não há concurso público para o ensino básico e para o ensino superior apenas um ocorreu até hoje, em 2005. Desde 2001, os servidores concursados para a Faetec não contam com Vale-Transporte. Para completar, em pleno ano eleitoral, o governador Sergio Cabral Filho ainda não se pronunciou sobre reajuste salarial! O governo deu míseros 12% de reajuste salarial em 2007 e 2008 (4% no primeiro e 8% no segundo desses dois anos), mas nossas perdas são muito maiores do que isso! Queremos 48% de reposição de perdas salariais! Queremos o pagamento dos nossos direitos trabalhistas! Por isso, vamos mostrar ao governo que não está tudo bem e que merecemos respeito!

Desrespeitar o servidor público é desrespeitar a população, que utiliza os serviços públicos!*
* O texto acima, extraído do panfleto produzido para divulgar a paralisação entre os alunos da rede Faetec, contém acrescimos explicativos do movimento inseridos por este blogueiro.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

isto é Tamandaré (ou saudades da CTC): clipping 1

Firme em seu propósito de produzir e reunir registros a respeito da precariedade da frota da empresa de ônibus Tamandaré, este Soprador de Vidro encontrou no blog Planície Lamacenta um relato fresquinho sobre o assunto, de autoria do responsável pelo veículo, Douglas Barreto da Mata.
Muito do que o autor destas linhas ensaiava publicar -considerando suas experiências como passageiro de coletivos durante a semana que termina hoje- foi escrito pelo colega de serviço público e de hobby.
Mas não há de ser nada: ainda dá para fazer um compacto dos últimos dias no sábado ou no domingo; com a publicação desta postagem começa o exercício de clipping, prometido quando a série sob o título aí acima foi criada (confira); e, numa espécie de esforço colaborativo, este escriba aproveita para dizer ao Douglas que o tal grafismo de que ele não se recorda (leia no texto abaixo) é o da ponte General Dutra e para propor um troféu empresa à Tamandaré –vale mesmo Sepulcro caiado, Por fora bela viola... e qualquer outra expressão-clichê tão lugar comum quanto as armações e condições precárias da viação ora em apreço.
Sexta-feira, 14 de maio de 2010

Sepulcro caiado.
Beira ao escárnio. Em qualquer via pública, em qualquer horário, é possível ver uma das carroças da Viação Tamandaré enguiçadas ou bufando CO² em quantidade para criar nosso prórpio efeito estufa na cidade.Agora, com o rio de dinheiro público que subvenciona seus lucros, o concessionário, "ciente" de suas responsabilidades na prestação de um serviço tão essencial, o transporte, decidiu dar uma pinturinha nas carroças que insiste em chamar de ônibus.Tem uns grafismos com imagens de Campos dos Goytacazes, como uma plataforma, a catedral e outra que não me recordo.É mais ou menos como aqueles adesivos "ame-o ou deixe-o", da década de 70. Como sabemos, o patritortismo, assim como o bairrismo, é o último refúgio dos canalhas.Só isso explica tamanho cinismo, ao projetar imagens de nossa cidade em sucatas velhas e perigosas,Pensando bem, por outro lado, pode ser um protesto bem humorado. É, pode ser, vai ver eu é que não entendi nada.Eu fico a imaginar: Onde está a promotoria de interesses difusos que não argüi a inconsistência do serviço essencial prestado, sem mencionar o fato de que não há nenhum controle confiável no repasse do NOSSO dinheiro? Será que nossos interesses difusos estão confusos?

Postado por Douglas da Mata às 09:36 0 comentários
Atualização (14/05 - 22:19): Reorganização do segundo parágrafo do texto de apresentação, buscando eliminar uma ambigüidade.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Ainda sobre tributos

A unimúltipla Aucilene Freitas informa que a Noite do vinil de amanhã (Avenida Vinte e Oito de Março, 48, Turfe Club) será dedicada ao Barão Vermelho e àquele que se incumbiu dos vocais em tal grupo de rock nacional, o falecido e, para alguns, saudoso Cazuza, acompanhando o tributo ao artista marcado para hoje no SESC-Campos, com a banda campista Kamikaze 80.
A Noite do vinil começa a partir das 22 horas. Já o Tributo a Cazuza, ocorre daqui a pouco, às 20 horas, mesmo horário do show de lançamento do CD Bambas da Planície.

"Bambas da Planície" no Trianon: ponto alto da "Semana da Abolição"

De todo o calendário da Fundação Municipal Zumbi dos Palmares para a Semana da Abolição [da escravatura], o evento de hoje, o show de lançamento do CD Bambas da Planície, a partir das 20 horas no Teatro Municipal Trianon, é, sem dúvida, o ponto alto da programação, marcada por exibições de filmes, premiação para os melhores do carnaval campista, roda de samba e apresentações de hip hop, balé e maculelê. E talvez por isso tenha sido agendado justamente para o Dia da abolição, a despeito da desconstrução do mito criado com a escolha dessa data como símbolo de libertação dos negros, que, para dizer o mínimo, após o 13 de maio de 1888, não viram grandes mudanças em suas vidas –ao contrário: em certos casos, foram submetidos a situações bem similares às do auge do cativeiro no Brasil colônia.

Foto: Divulgação

Resultado de uma parceria entre a Fundação e os produtores culturais Lene Moraes e Wellington Cordeiro, o registro ora em questão é um apanhado da obra de Jorge da Paz Almeida, Manoel Tancredo e Geraldo Gamboa (nesta ordem, da esquerda para a direita, na imagem acima, usada na capa do CD).
Com quinze faixas (cinco composições de cada bamba), o grande mérito do disco está em garantir perenidade ao que foi criado pelo trio. Já o do show, em reverenciar os ainda vivos Manoel Tancredo e Geraldo Gamboa (Jorge da Paz faleceu em maio de 2009), ponto em que vai na contramão do Tributo a Eli Miranda –homenagem póstuma ocorrida na semana passada no Samba de Lene Moraes, no bar Arpex, na quinta-feira, e, formalmente, por assim dizer, sob o comando de Jardel do Cavaco, no Trianon, na sexta.
Não que Eli não merecesse tal preito ou que os responsáveis pela noite não a tenham feito de forma sincera e não se dispusessem a isso antes da morte desse grande intérprete de samba. Mas, sem intenção de acusar de pouco-caso e ou de oportunismo os participantes da festa para Miranda, ficou a pergunta: por que ele não foi tão valorizado assim quando vivo?

Foto: Gustavo Landim SoffiatiGamboa entre Rogério (e), filho de Eli, e Jardel (d) no Trianon na sexta passada

Trata-se de uma questão cuja resposta o autor destas linhas prefere colher abrindo o assunto a debate com os que se dispuserem a isso, mas talvez pudesse até se arriscar a responder. Afinal, mesmo que parcos e imprecisos, subsídios e hipóteses não lhe faltam. Apenas a título de exemplo, vale dizer que Geraldo Gamboa, de 81 anos, só nos últimos tempos vem merecendo maior reconhecimento. No ano passado, num show de Lene Moraes na Praça São Salvador, durante os festejos do padroeiro de Campos, convidado a subir no palco para cantar, ele declarou que nunca havia participado de nenhuma apresentação naquele lugar e por conta de tal comemoração.
Polêmicas à parte, ressalte-se que, além de homenagear Geraldo, Jorge e Manoel, o CD e o espetáculo Bambas da Planície (neste caso, como o Tributo a Eli Miranda) servem para mostrar que o samba no município não se limita ao trio, vicejando entre nascidos aqui e forasteiros adotados por esta terra, como Daniela Passos, Jardel do Cavaco, Helena Rangel, Lene Moraes, Marquinhos Sá e Saboya.
Por uma questão de honestidade intelectual, o autor registra um agradecimento a Ely Araújo de Sousa Rangel, por tê-lo inspirado a abrir o debate sobre a homenagem póstuma ao seu quase homônino.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Ainda sobre o Dia das mães

Ainda sob o efeito da preguiça de fim de semana, assumida no sábado (confira), este Soprador de Vidro cedeu ontem ao que primeiro lhe veio a mente sobre o Dia das mães ("Mamãe Coragem"). Mas bem que gostaria de dizer o que escreveu sobre a data o blogueiro Douglas Barreto da Mata, responsável pelo veículo virtual Planície lamacenta ("Ditadura da maternidade").
Atualização (16:44): inserção do nome do blog pelo qual Douglas é responsável (para os que ainda não conhecem - existem?).

domingo, 9 de maio de 2010

Mamãe Coragem

A escolha para marcar esta data, antes de tudo comercial, que é o Dia das mães, não deixa de ser meio óbvia. Mas a versão gravada por Gal Costa desta composição, em Tropicália ou panis et circensis, marcou a formação deste Soprador de Vidro, embora produzida bem antes que ele nascesse. Que o registro dela venha embalado pelos versos -talvez também meio óbvios, para quem conhece um pouco de poesia- de Paulo Leminski: "não discuto com o destino/o que pintar/eu assino".

Mamãe Coragem

(Caetano Veloso e Torquato Neto)

Mamãe, mamãe, não chore
A vida é assim mesmo
Eu fui embora
Mamãe, mamãe, não chore
Eu nunca mais vou voltar por aí
Mamãe, mamãe, não chore
A vida é assim mesmo
Eu quero mesmo é isto aqui

Mamãe, mamãe, não chore
Pegue uns panos pra lavar
Leia um romance
Veja as contas do mercado

Pague as prestações
Ser mãe
É desdobrar fibra por fibra
Os corações dos filhos
Seja feliz
Seja feliz

Mamãe, mamãe, não chore
Eu quero, eu posso, eu quis, eu fiz
Mamãe, seja feliz
Mamãe, mamãe, não chore
Não chore nunca mais, não adianta
Eu tenho um beijo preso na garganta

Eu tenho um jeito de quem não se espanta
(Braço de ouro vale 10 milhões)
Eu tenho corações fora peito
Mamãe, não chore
Não tem jeito
Pegue uns panos pra lavar
Leia um romance
Leia "Alzira morta virgem"
"O grande industrial"

Eu por aqui vou indo muito bem
De vez em quando brinco Carnaval

E vou vivendo assim: felicidade
Na cidade que eu plantei pra mim
E que não tem mais fim
Não tem mais fim
Não tem mais fim

sábado, 8 de maio de 2010

Confissão sabatina

Ai, que preguiça!

isto é Tamandaré (ou saudades da CTC) 1

Ontem, este Soprador de Vidro chegou ao terminal de ônibus do Centro por volta de 17:35 e embarcou num ônibus da Tamandaré para Ururaí mais ou menos às 18 horas. Só conseguiu chegar ao Colégio Estadual Dom Otaviano de Albuquerque (CEDOA) 18:55. Como vazou óleo da direção do veículo, o motorista não conseguia fazer curvas direito e teve que mudar o trajeto habitual da linha. Embora estivesse munido de câmera fotográfica, este blogueiro, infelizmente, não capturou imagens da tragédia, pois, como já estava atrasado, tinha como preocupação maior chegar logo ao CEDOA.

isto é Tamandaré (ou saudades da CTC): introdução

O assunto não é novo. Já foi abordado pela chamada mídia tradicional e pelos blogs. Mas, nem que seja como forma de registro de diário neste veículo (inclusive como mais uma estratégia para garantir a sobrevivência dele), chega aqui como projeto antigo do autor destas linhas. Usuário regular de ônibus da empresa Tamandaré -sobretudo para chegar a um de seus locais de trabalho: o Colégio Estadual Dom Otaviano de Albuquerque (CEDOA), em Ururaí- este blogueiro pretende se empenhar para documentar e comentar os problemas da viação em questão a partir de hoje. Para tanto, irá se valer de imagens (fotos e vídeos) e textos sobre o assunto, material produzido por ele mesmo ou inserido aqui por meio de clipping. Colaborações são bem-vindas, portanto.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Rage against the machine

A intenção era publicar ontem, no final da tarde, ao término do plantão deste blogueiro na sede local do Sindpefaetec, um clipping e uma avaliação da audiência pública dedicada à Faetec, ocorrida anteontem na ALERJ (confira). Só deu tempo de buscar, pela manhã, em sites e blogs o que havia sido publicado sobre o assunto: a internet e o telefone da sede ficaram a tarde toda com problemas. E solicitar reparos à OI Telemar é um problema ainda maior. À noite, este Soprador de Vidro tinha um compromisso familiar público: o lançamento de Os manguezais do sul do Espírito Santo e do norte do Rio de Janeiro: com alguns apontamentos sobre o norte do sul e o sul do norte, de Artur Soffiati. E agora, às 9 horas, tem uma reunião, junto com os diretores do Norte Fluminense do Sindpefaetec, com a professora Maria Cristina Lacerda, vice-presidente educacional da Faetec. Na luta! Inclusive a da sobrevivência deste veículo.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Ainda sobre a BR-101

Um pouco após este trecho em que ocorreu o acidente mostrado nos vídeos das postagens aí abaixo, aconteceu um outro, com um caminhão carregado de garrafas pet e de vidro de Coca-Cola, talvez mais cedo que o primeiro. Mas não foi possível produzir registros fotográficos ou em vídeo dele, pois o fluxo do trânsito estava maior e o objetivo deste Soprador de Vidro era chegar cedo à Alerj, para assistir a audiência da Faetec, o que conseguiu.
Este blogueiro ainda não tem maiores informações sobre os dois acidentes. E precisa agora correr para o plenário da Alerj, pois o presidente da Faetec encerrou agora a sua fala.

Mais um vídeo

video

Um agradecimento aos funcionários do gabinete do deputado Marcelo Freixo (PSol), na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), sala usada por este blogueiro para postar e publicar este e o outro vídeo, enquanto acompanhava pelo televisor a transmissão da audiência pública da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec - confira mais informações aqui), exibida pelo canal da Assembléia.

Vídeo de acidente na BR-101 hoje na altura de Serrinha

video

Na luta!

Nas próximas horas, este Soprador de Vidro estará 1) viajando para o Rio de Janeiro, 2) acompanhando lá uma audiência pública da Comissão de Educação da Alerj, sobre os problemas da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) e 3) voltando para Campos dos Goytacazes. E muito provavelmente sem possibilidade de publicar nenhuma postagem aqui. Mesmo sobre tal compromisso na Casa de Leis do Estado. Não chegando muito tarde, talvez ainda dê para atualizar este veículo ainda hoje. Do contrário, hasta mañana.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Programa de índio

Começou hoje e segue até o dia 28, no Museu Olavo Cardoso, do evento O índio e a arqueologia no Museu, composto por palestras, oficinas, vistas guiadas e por um curso de educação patrimonial.
Para este primeiro dia estavam previstas duas palestras ("O índio goitacá, esse desconhecido", com a professora Simone Teixeira, e "Física aplicada à Arqueologia", com os professores Roberto W. Franco e Giovana Mangueira de Almeida, às 9 e às 14 horas, respectivamente) e visitas guiadas para alunos da rede oficial (sic) de ensino, com apresentação de vídeo, entre 10 e 17 horas.
Tendo programado divulgar e máximo de programas culturais (e comentá-los sempre que possível), este blogueiro se viu impedido porque dividido entre acompanhar o I Festival de Teatro Aberto e escrever sobre ele, de quinta a domingo, e, no mesmo período, mas sobretudo ontem e hoje, impossibilitado de produzir para o blog por sua atuação como professor e sindicalista, conforme comentado nas duas notas abaixo.
De qualquer modo, pior do que não divulgar o evento acima citado num veículo virtual de poucos leitores, parece a impossibilidade de acompanhá-lo.
Para os que passarem por aqui e ou ainda não souberem sobre o assunto (será possível?) segue a programação do resto desta semana de O índio e a arqueologia no Museu, uma boa dica de atividade cultural e educativa:
05/05 - 4a feira
8h-17h: Visita guiada para alunos da rede oficial de ensino
9h Palestra: "A cerâmica indígena e sua produção cultural na região aplicada em sala de aula" (Edilane Cruz e Larissa Corrêa)
Oficina com ceramistas
14h Palestra: "O índio [sic] Goitacá, Puri, Coroado sob os olhares dos viajantes e cronistas na região Norte Fluminense" (Hully Falcão e Sylvia Paes)
06/05 - 5a feira
8h-17h Visita guiada para alunos da rede oficial de ensino [sic]
9h Palestra "O papel dos museus na preservação do material arqueológico" (museólogo Evaldo Portela)
14 h Palestra "Usos tradicionais da mandioca: dos índios até a intimidade do seu lar"
Oficina Prof. Walter Ruggiere Waltmam
07/05 - 6a feira
8h-17h Visita guiada para alunos da rede oficial de ensino [sic]
Encontro com indígena

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Para fechar, embora cedo

Fugindo à programação deste blogueiro de reativação de seu veículo virtual, o dia foi tumultado, dividido entre a divulgação da paralisação da rede Faetec, com distribuição de panfletos para os alunos do Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM), uma passagem pela sede local do Sindicato de Profissionais de Educação da Faetec (Sindpefaetec), instalada há poucos meses em Campos, e duas aulas na Colégio Estadual Dom Otaviano de Albuquerque (CEDOA), em Ururaí, agora no início da noite. Ainda que pouco, "That's all, folks". Ou na versão (e não exatamente tradução) em português: "Por hoje é só pe-pessoal". Pois, ao menos por ora, o importante é tentar manter uma rotina de publicação de postagens, para garantir a sobrevivência do blog. Hora de dar tchau.

Paralisação da rede Faetec

Para tentar criar uma rotina de divulgação das atividades organizadas pela entidade sindical na qual milita este blogueiro (algo que ele não conseguiu fazer bem durante antes da mais reativação deste veículo), segue abaixo o panfleto de divulgação organizado por todos os diretores do Sindicato de Profissionais de Educação da Faetec (Sindpefaetec).
PARALISAÇÃO DE 24 HORAS
5 DE MAIO DE 2010
COM AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ALERJ, PALÁCIO TIRADENTES, SALA 316, 10 HORAS.

Os servidores da FAETEC realizarão uma paralisação de 24 horas no dia 5 DE MAIO e participarão da Audiência Pública da Comissão de Educação da Alerj, com a presença do presidente da FAETEC, Celso Pansera. O governo estadual segue com o completo descaso para com os servidores públicos estaduais, que amargam vários anos de perdas salariais e não tem seus direitos respeitados. A FAETEC não faz concurso público para o ensino básico desde 2002, estamos sem Vale-Transporte também há 8 anos e o governador Sergio Cabral Filho não se pronunciou até hoje sobre reajuste salarial para o funcionalismo público, apesar da inflação corroer nossos salários e os preços de todas as mercadorias aumentarem a cada dia ...
O governo deu míseros 12% de reajuste salarial em 2007 e 2008, mas nossas perdas são muito maiores do que isso! Queremos 48% de reposição de perdas salariais! Queremos o pagamento dos nossos direitos trabalhistas! Por isso, vamos mostrar ao senhor Celso Pansera que não está tudo bem e que merecemos respeito!

Desrespeitar o servidor público é desrespeitar a população, que utiliza os serviços públicos!

domingo, 2 de maio de 2010

Mudanças na programação do "I Festival de Teatro Aberto"

Daniela Passos, atriz e uma das integrantes da ONG Centro de Preservação do Centro, instituição organizadora do I Festival de Teatro Aberto, informou há pouco ao blogueiro que a atração da parte da manhã de hoje do evento, uma Manifestação Circense, do Circo São Pedro, de Campos, que ocorreria no Jardim São Benedito, terá lugar à tarde no Jardim do Liceu.
Assim, a partir das 14 horas, além do espetáculo circense, apresentar-se-ão, entre a Praça do Liceu e a Cãmara Municipal de Campos, Rafael Sanchez, mostrando o resultado de sua oficina Cenografia de rua (já comentada aqui), Os Ciclomáticos, com a peça Minha alma é nada depois desta história - que, já levada à rua ontem, substituirá hoje a performance de Arthur Gomes, Fulinaíma Blues Poesia - e o Teatro Andante, com A história de Édipo Rei (também uma reapresentação e já abordada numa postagem publicada abaixo: confira).
Atualização (12:56): Como a jornalista Jane Nunes também já divulgou no blog Estou Procurando o que fazer (confira) a informação desta nota, o responsável por este veículo (sempre pouco lido e mais ainda agora, porque inativo por muito tempo), fica mais tranqüilo.

E mais...

Fotos: Gustavo Landim Soffiati
Às 13 horas, também dentro da programação do I Festival de Teatro Aberto de Campos, Rafael Sanchez, espécie de Dom Quixote das artes cênicas do município, promete mostrar na Villa Maria uma instalação resultante de sua oficina "Cenografia de rua", ministrada desde quinta-feira. Acima e abaixo, registros exclusivos do trabalho do oficineiro e de seus alunos na manhã de ontem no mesmo local.

"A história de Édipo Rei"

Fotos: Gustavo Landim Soffiati
Divulgar qualquer evento que aconteça hoje ou nos próximos dias num blog pouco lido (menos ainda nos últimos dias, porque há tempos inativo) pode parecer piada. Ainda assim, vale recomendar aos que passarem por aqui a peça A história de Édipo Rei, do grupo Teatro Andante, de Belo Horizonte, parte da programação do I Festival de Teatro Aberto de Campos.
Exibido ontem à noite, em frente à Câmara Municipal de Campos, o espetáculo será reapresentado hoje, as 150 horas. Nas fotos, aperitivos da excelente montagem teatral, uma adaptação da tregédia grega de Sófocles.



Quem for rever a peça (pretensão deste Soprador de Vidro), terá a oportunidade de conferir a diferença de assisti-la à noite e à tarde. Considerando a excelência do espetáculo, os atores certamente se valerão de recursos distintos para apresentá-la à luz do dia.

sábado, 1 de maio de 2010

Porque hoje é sábado

E feriado: dia do trabalhador, mas de descanso.
Para negar isso, embora blog seja hobby e blogueiro (aliás, bloguista), desocupado, o responsável por este veículo faz mas uma tentativa de voltar à ativa.
Por outra: entendeu este escriba, meio supersticioso e obsessivo por ser metódico (porque, desorganizado, simplesmente metódico ele não é) que o melhor seria começar no início de um mês. Ou, para mostrar que é um desocupado profissional, no primeiro dia útil desse mês. Mas lembrou-se de ter lido uma vez em A cabala da inveja, livro do rabino Nilton Bonder, que "...no folclore judaico, não se deve tomar nenhum tipo de iniciativa ou começar algum negócio numa segunda-feira". E, como bom católico remediado por toda sorte de crendices, e fã do gato Garfield, entendeu ser melhor seguir tal conselho.